America vence Goytacaz no Aryzão e se mantém vivo na Seletiva

Gol de Miguel garantiu a vitória da equipe Rubra, que chega a sete pontos


11 de Janeiro de 2019 | 11h00

O Goytacaz recebeu o America na noite desta quarta-feira (10), no Aryzão, pela quarta rodada da Seletiva da Série A do Campeonato Carioca 2019. O Mecão venceu por 1 a 0. Miguel marcou o tento da vitória rubra.

Com o resultado, o America chega a sete pontos na Seletiva e ocupa a terceira colocação. A equipe enfrenta o Nova Iguaçu, em Los Larios, na última rodada, e precisa vencer, além de torcer para uma vitória do Americano contra o Resende ou um empate, para avançar à fase principal do Carioca. Caso o Resende vença, o America precisará tirar uma diferença de três gols de saldo do Cano.

Já o Goytacaz, eliminado desde o início da rodada, permanece na lanterna, com apenas um ponto somado. O Alvianil cumpre tabela diante do Macaé, também desclassificado, no Moacyrzão. Todas as partidas acontecem no domingo (13), às 16h e contam com a cobertura em tempo real do Placar FutRio.
 

Goytacaz é incisivo mas desperdiça chances na etapa inicial

 

O primeiro tempo começou de forma lenta e pouco efetiva de ambas as partes. Mesmo eliminado, o Goytacaz que tomou as primeiras iniciativas ofensivas perigosas. Aos 19 minutos, Edinho cobrou falta, a barreira americana abriu, mas Deola defendeu de forma segura. Aos 32, o meia do Alvianil, em jogada individual, cortou a marcação, chutou de canhota e a bola passou rente ao travessão da meta adversária.

 

Sem conseguir responder as investidas do Goytacaz, o America pouco pressionou e construiu jogadas. Para completar, aos 35 minutos, a equipe rubra saiu jogando errado e Gabriel Galhardo, atento, recuperou a posse de bola e acionou Michel, que finalizou com ímpeto, mas a bola explodiu na trave, diante de um Deola já batido.

 

America volta melhor do intervalo e Miguel brilha

 

No retorno do intervalo, o técnico Luisinho Lemos efetuou duas alterações que mudaram o panorama do America na partida. William Chrispim e Pedrinho entraram em campo. Logo no primeiro minuto, Chrispim finalizou fime obrigando Gláucio a defender. Aos quatro, após bate e rebate, a bola sobrou para Miguel, que, em um sem pulo, finalizou com estilo no ângulo, sem chances para o arqueiro adversário. A pressão do America teve continuidade e, aos 21, Bruno Bezerra finalizou e Gláucio fez grande defesa.

 

O Goytacaz só conseguiu oferecer perigo aos 26 minutos, após levantamento para a área, a bola ficou viva e Pilar arriscou um chute rasteiro, tirando tinta da trave defendida por Deola. Logo em seguida, aos 29, o America teve mais uma chance com William Chrispim, que finalizou de forma perigosa e Gláucio, mais uma vez, defendeu e colocou a bola para escanteio.

 

Nos minutos finais, o Goyta tentou pressionar e buscar o empate, mas com muita desorganização e sem efetividade. Mais recuado, o America administrou de forma segura a vantagem no placar até os minutos finais.

 

A partida

Goytacaz 0x1 America - Campeonato Carioca, Seletiva 4ª rodada - 10/01/2019 às 20h

 

Estádio Ary de Oliveira e Souza (Campos dos Goytacazes - RJ)

Árbitro: Maurício Machado Coelho Júnior

Assistentes: Wendel de Paiva Gouvêa e Thiago Varela dos Santos

 

Goytacaz: Gláucio; Tenente (Luquinha, 11'/2ºT), Adalberto, Cleiton, Erick Daltro; Jeffinho (Yan, 30'/2ºT), João Vitor, Michel, Edinho, Gabriel Galhardo; Léo Guerreiro (Pilar, 21'/2ºT). Técnico: Flávio Lopes.

 

America: Deola; Belarmino (Pedrinho - intervalo), Vladimir, Lucão, Quaresma; Araruama, Anderson Künzel, Diego Sales (William Chrispim - intervalo), Miguel; Felipe Pará e Bruno Bezerra (Flávio Pará, 33'/2ºT). Técnico: Luisinho Lemos.

 

Cartões amarelos: Edinho e Luquinha (GOY); Anderson Künzel, Miguel e Lucão (AME)

 

Gol: Miguel, 4'/2ºT (0-1)

 

Público: 990 pagantes (597 presentes)

Renda: R$ 14.000,00

 

Fonte: FutRio


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.