PRF flagra mais de 200 motoristas em excesso de velocidade

Havia veículos com velocidade que variavam de 120km/h a 188km/h.


10 de Janeiro de 2019 | 08h06

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) flagrou mais de 200 motoristas em excesso velocidade, em fiscalização na BR-040, nas proximidades de Petrópolis, na Região Serrana, na tarde de terça-feira (8). Havia veículos com velocidade que variavam de 120km/h a 188km/h.

Policiais rodoviários federais utilizaram três radares, em pontos diferentes da BR-040, para fiscalizar o excesso de velocidade. Em cerca de quatro horas de operação, foram capturadas 225 imagens de veículos excedendo a velocidade máxima. Os trechos fiscalizados têm como velocidade máxima permitida de 90 km/h, para veículos pesados, e 110 km/h, para veículos leves.

Conforme o Código de Trânsito Brasileiro, a velocidade que exceder a limite em até 20%, a infração é considerada média, há o acréscimo de quatro pontos na habilitação e multa de R$ 130,16. Já para os casos em que a velocidade ultrapassar entre 20% e 50% a máxima estabelecida para a via, a infração é grave, são acrescidos cinco pontos na carteira de motorista e uma multa no valor de R$ 195,23. E o motorista que ultrapassar o limite de velocidade da via em um valor acima de 50%, são acrescidos sete pontos a sua habilitação e a infração é gravíssima. Neste caso, a penalidade é multa no valor de de R$ 880,41 e suspensão do direito de dirigir.

A fiscalização da PRF faz parte da Operação Rodovida que consiste em ações integradas e coordenadas, em períodos de fluxo intenso, como festas de fim de ano, férias escolares e carnaval. O intuito principal é coibir práticas perigosas nas rodovias federais, como ultrapassagens proibidas, embriaguez ao volante, excesso de velocidade, trânsito irregular de motocicletas, atropelamento de pedestres, entre outras.

 

 

Fonte: Secom


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.