Prefeitura de Macaé instaura sindicância para apurar conduta de médicos no HPM

O processo da Sindicância Administrativa, instaurada em 13 de novembro, corre em sigilo


06 de Dezembro de 2018 | 12h49

A Prefeitura de Macaé instaurou sindicância para apurar denúncias contra a conduta de médicos do Hospital Público Municipal (HPM). A solicitação à Procuradoria do Município foi realizada pelo prefeito Dr. Aluizio. A medida leva em consideração a ocorrência de três óbitos na unidade de emergência pediátrica da unidade, nos últimos dois anos, e busca averiguar a suspeita de irregularidades no cumprimento dos plantões do corpo clínico, com a prática de "esquema" para revezamento no atendimento.

O processo da Sindicância Administrativa, instaurada em 13 de novembro, corre em sigilo, com prazo de 60 dias para apresentação do relatório conclusivo. Uma comissão interna foi instituída e realiza o levantamento de informações e depoimentos. A determinação do prefeito é que haja apuração rigorosa dos fatos para seguimento das ações cabíveis.

 

Fonte: Secom


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.