Terminal Multicargas do Porto do Açu recebe nova carga

Pás eólicas de 9 toneladas cada foram descarregadas no último fim de semana


11 de Julho de 2018 | 11h59

O Terminal Multicargas do Porto do Açu (T-MULT), em São João da Barra, recebeu, pela primeira vez, um navio carregado de pás eólicas para geração de energia. A embarcação BBC Gdansk, vinda do Porto de Cabedelo, na Paraíba, atracou no terminal, no último final de semana, quando foram descarregadas as três pás eólicas de origem dinamarquesa, de 40 metros de cumprimento e nove toneladas cada. O material será transportado através de carretas especiais para o Parque Eólico de Gargaú, em São Francisco de Itabapoana, também no Norte Fluminense.

O diretor de Operações da Porto do Açu, Ideraldo Goulart, destacou a eficiência do terminal: “Esta operação inédita no T-MULT consolida o Porto do Açu como uma plataforma de desenvolvimento de soluções para os problemas de infraestrutura logística e de operação portuária no país, dado a sua localização estratégica, grande retroárea e capacidade técnica de toda a equipe”, disse.

Para o especialista comercial da Porto do Açu, Alan Silva, o novo negócio do Terminal Multicargas é resultado do trabalho em conjunto das áreas comercial e operacional: “Este é um marco para o Porto e para o time que vem trabalhando para atrair novos projetos e novas cargas para o T-MULT. Com a importação destas pás oriundas da Dinamarca, o terminal reforça sua consolidação no mercado internacional de cargas de projeto”, afirmou.

O T-MULT já movimenta coque, bauxita, carvão siderúrgico, carga de projetos e carga geral. O terminal ainda tem autorização para operar qualquer tipo de granéis sólidos e potencial para operar contêineres e veículos.

Em operação desde o segundo semestre de 2016, o T-MULT já movimentou 1,15 milhão de toneladas em cargas e recebeu um total de 73 embarcações. Ao longo dos últimos dois anos, o terminal expediu mais de 33 mil carretas. Entre os equipamentos disponíveis no T-MULT estão dois guindastes MHCs Terex/Gottwald 4406B, que possuem um alcance de lança de 46 metros cada e capacidade de içamento de carga de até 100 toneladas. O terminal conta, ainda, com duas empilhadeiras de pátio, duas moegas com capacidade nominal de 360 toneladas/hora cada e duas balanças rodoviárias, além de 10 caixas metálicas e 4 grabs para movimentação de granel.

Com 160 mil m² de área alfandegada, o T-MULT representa uma nova alternativa de escoamento para o Sudeste brasileiro. O terminal tem 14,5 metros de profundidade e está homologado para receber embarcações com calado de até 13,1 metros. Conta também com 500 metros de cais, sendo 340 metros operacionais, e capacidade anual de movimentação de granéis sólidos e carga geral de aproximadamente 4 milhões de toneladas. Somando os embarques de coque, carvão e bauxita, em 2017 o Terminal Multicargas movimentou dez vezes mais do que em 2016.

 

Fonte: Ascom


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.