Protocolado primeiro pedido de impeachment de Crivella

Entregaram, em mãos, uma representação solicitando que seja investigada a possibilidade de improbidade administrativa na reunião entre Crivella e líderes religiosos, no Palácio da Cidade


09 de Julho de 2018 | 13h45

Depois de vários anúncios e declarações, a oposição ao prefeito Marcelo Crivella (PRB) já saiu do discurso e começou a tomar medidas contra o alcaide.

Na manhã desta segunda-feira (9), a bancada do PSOL na Câmara do Rio, junto com o deputado Marcelo Freixo, se encontrou com o procurador-geral do estado, Eduardo Gussem.

Entregaram, em mãos, uma representação solicitando que seja investigada a possibilidade de improbidade administrativa na reunião entre Crivella e líderes religiosos, no Palácio da Cidade, na semana passada.

O partido também preparou um pedido de impeachment, conforme anunciou a coluna do jornalista Lauro Jardim do "O Globo", mas perdeu a corrida para Átila Alexandres Nunes (MDB), que já protocolou, nesta manhã, o seu próprio processo.

O PT também anunciou a intenção de fazer um pedido.

Logo mais, à tarde, a oposição se reúne para solicitar a suspensão do recesso à Mesa Diretora. Só que o presidente da Casa, Jorge Felippe (MDB), já disse que "não há clima para isso".

Apesar de todo o alvoroço, dificilmente a Câmara dará início, agora, a um processo de impeachment.

 

Fonte: Extra/Globo


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


* Publicação sujeita a moderação;
** Evite a utilização de termos grosseiros e xingamentos através de palavras de baixo calão;
*** Comentários com conteúdo ofensivo e propagandas serão devidamente ignorados.